O SIEMACO Osasco se reuniu, nesta terça-feira (23), com os demais sindicatos filiados à Federação dos Trabalhadores em Serviços, Asseio e Conservação Ambiental, Urbana e Áreas Verdes no Estado de São Paulo - FEMACO para debater, entre outros assuntos, os reflexos e impactos da Medida Provisória nº 873.

 

Publicada pelo presidente Jair Bolsonaro, a MP impõe que os descontos da cobrança sindical sejam realizados via boleto bancário, dificultando (impossibilitando) que as entidades recolham os valores de sua categoria. A medida é inconstitucional e visa, claramente, desmontar as organizações sindicais em nosso país.

 

“Sabemos o quanto o sindicalismo brasileiro tem sofrido nesses últimos anos. Uma crise política e moral tem colocado em xeque a sobrevivência das entidades. O momento é oportuno para pensarmos e organizarmos um novo modelo de sindicalismo. De modo orgânico, precisamos criar um processo de construção de lideranças. Muito mais que campanhas de sindicalização, as entidades precisam mostrar trabalho, marcar presença assídua nas bases, criar planos estratégicos e se reinventar”, disse o presidente da federação, Roberto Santiago.

 

 

 

(Com informações e fotos da FEMACO)